Quinta-feira, 1 de Novembro de 2007

A receita do sucesso... segundo Pinto da Costa

O segredo do êxito foi recusar vender


Para Pinto da Costa, o sucesso do FC Porto no campeonato, alicerçado por uma enorme vantagem conseguida apenas em oito jornadas, é muito fácil de explicar. Dois nomes dão corpo à teoria: Lucho e Quaresma. A SAD recebeu propostas tentadoras para tirar ambos do Dragão e a todas disse que não.

O presidente do FC Porto explicou, assim, o sucesso com a decisão de manter praticamente a espinha dorsal da equipa, resistindo à tentação de encaixes financeiros volumosos e retocando-a com alguns reforços que, de resto, nem estão a conseguir entrar na estrutura de Jesualdo Ferreira. Precisamente porque se trata da estrutura campeã.

"Os condimentos da receita estão à vista de todos e são a justa compensação pelo esforço financeiro que realizámos, ao contrário de outros, não vendendo jogadores nucleares como o Lucho e o Quaresma, que tinham propostas bem superiores aos anéis que a concorrência alienou", escreveu Pinto da Costa no editorial do último número da revista "Dragões", sem deixar de mencionar, indirectamente, que o sucesso portista também tem explicação nas muitas mudanças que os plantéis do Sporting e do Benfica sofreram.

Recorde-se que Lucho e Quaresma foram pretendidos por vários clubes europeus, espanhóis sobretudo, e com propostas de muitos milhões de euros, que chegariam para muito fôlego nas contas da SAD. A decisão de os manter no FC Porto foi assumida por Pinto da Costa com dois propósitos: renovar o título de campeão nacional e chegar ainda mais longe na Liga dos Campeões.

"Esforço e dedicação"

Ter os melhores jogadores é meio caminho andado para não deixar fugir títulos, mas há sempre outra componente para chegar ao sucesso, como sublinha Pinto da Costa na revista "Dragões". Os ingredientes são os jogadores e a fórmula passa de mãos em mãos desde há muitos anos.

"A receita é tão simples e traduz-se apenas em esforço, dedicação, trabalho, disciplina, rigor e espírito de Dragão, que é uma coisa que não se compra por nenhum euro deste mundo, mas que existe enraizado na alma de cada um de nós", explicou.

O início da construção do pavilhão também foi mencionado pelo presidente portista.


publicado por mdl às 11:52
link do post | Comenta | Adicione aos seus Favoritos
|

ver perfil

seguir perfil

. 2 seguidores

Links " Azuís e Brancos "

Posts recentes

FCPorto x Rio Ave

Em Frente ....

Hoje é uma final....

Prá Frente é que é o cami...

Euro 2008 Rendeu 250 Milh...

Parecer de Freitas do Ama...

Mais vale perder agora...

FCPorto vale 291 Milhões ...

Simão nem de Borla

Uma imagem vale mais que ...

Links " Azuís e Brancos "

arquivos

Fevereiro 2009

Novembro 2008

Julho 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Tradução

tags

todas as tags